sexta-feira, 31 de outubro de 2014

GAZETA -OBRAS NA RS 165.


GAZETA -CALOTE DO LEITE.


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

III SEMANA ACADÊMICA DA AGRONOMIA DA UFFS.

Curso de Agronomia do Campus Cerro Largo realiza III Semana Acadêmica

Cartaz_III_SEMANA_ACADEMICA_Agronomia_Cerro_Largo_opt
Inicia na próxima segunda-feira (03) a III Semana Acadêmica do Curso de Agronomia da UFFS – Campus Cerro Largo, no auditório da Unidade Bloco A. Organizado pelo Diretório Acadêmico da Agronomia (DAGRO), com o tema “Integração da Teoria e da Prática”, o evento acontece até 07 de novembro, com palestras, oficinas e dia de campo.
O objetivo da III Semana Acadêmica de Agronomia é a ampliação de conhecimentos técnicos sobre assuntos agronômicos de forma teórica e prática, buscando a inserção e aproximação do meio acadêmico com a comunidade regional (agricultores, instituições e empresas). As inscrições para os acadêmicos do curso de Agronomia foram realizadas previamente na modalidade on-line. Para os acadêmicos de outros cursos e comunidade regional, as inscrições poderão ser feitas presencialmente, nos dias do evento.
Confira a programação completa:
 03/11 (Segunda-feira)
Local: Auditório Bloco A
8h – Solenidade de Abertura
8h30 – ART e Receituário Agronômico*
Representante CREA-RS
13h30 – Agroecologia em Larga Escala
Dr. Luiz Carlos P. Machado
*com possibilidade de modificações
 04/11 (terça-feira)
8h – Manejo de solos para altos rendimentos
Eng. Agr.º Elton Callegaro (Sulphurtec Agronegócio)
Local: Auditório Bloco A
 13h30 – Palestras/Oficinas
1) Agroquímicos e Plantas Transgênicas: implicações no manejo de resistência
Eng. Agr.º Victor Gomes (Monsanto)
Local: Auditório Bloco A
 2) Perspectivas de Mercado (14h)
Gerente Comercial Júnior R. de Almeida (Camera)
Local: Sala 305 (Bloco A)
 3) Manutenção de Tratores Agrícolas
GEMATEC
Local: Laboratório de Agroecologia (Lab. 2)
 05/11 (quarta-feira)
8h – Formação Profissional e Extensão Rural
Eng. Agr.º Gervásio Paulus (Diretor Técnico da EMATER /RS)
Local: Auditório Bloco A
13h30 – Tarde de Campo
Propriedade Mumbach
Linha Santa Cruz – Cerro Largo
 Estações
1) Sistemas de irrigação (Hidrosistemas)
2) Programas de irrigação (Eng. Agr.º Marco A. Junges - EMATER/RS)
3) Manejo de solo (Dr. Douglas Kaiser – UFFS Cerro Largo)
4) Manejo de pastagens (Dr. Gilmar Meinerz – UFFS Cerro Largo)
5) Nutrição animal (Kera, Giovelli, Agroceres)
Roteiro de transporte (Saída: 12h30)
Roteiro 1: garagem Empresa Cerro Largo - Linha Taquarussu (passando pela propriedade de Luiz Donel até o centro comunitário) - Vila Tremônia - Poço Preto. Retorna pela estrada da barca do Passo dos Pires até a Tremônia - Santa Bárbara - Linha Santa Cruz.
Roteiro 2: garagem Empresa Cerro Largo - Esq. Sandri Moscon - Linha Marreca. Retorno à BR (participantes da Reserva poderão aguardar na estrada, próximo da propriedade do Sr. Basílio Sausen). Segue até São João Centro - Santa Fé - São Francisco, até a vila - estrada da sede Campestre - Santo Antônio (guarita) - Caçador (guarita) - Linha Santa Cruz.
06/11 (quinta-feira)
8h – Palestras/Oficinas
1) Manejo Integrado de Pragas (MIP)
Dr. Getúlio J. Stefanello Júnior (IFRS)
Local: Auditório Bloco A
2) Fungicidas
Eng. Agr.º Fabio Carpenedo (DuPont)
Local: Sala 303 (Bloco A)
3) Produção e Certificação de Sementes
Eng. Agr.º Guilherme Dal Piaz/Valdinei Donatto (Sementes São Pedro)
Local: Sala 304 (Bloco A)
13h30 – Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Bióloga Eliana Rita Lucas (Instrutora SENAR-RS)
Local: Auditório Bloco A
16h – Soja: desafios de produção
Eng. Agr.º Sérgio Schneider (Coopermil – Santa Rosa)
Local: Auditório Bloco A
07/11 (sexta-feira)
8h – Palestras/Oficinas
1) Cultura da Canola
Dr. Gilberto Tomm (Pesquisador Embrapa Trigo)
Local: Sala 303 (Bloco A)
2) Doenças de Cereais de Inverno
Dra. Maria I. P. Lima (Pesquisadora Embrapa Trigo)
Local: Auditório Bloco A
3) Sistema Silvipastoril
Dr. Renato S. Fontaneli (Pesquisador de Sistemas de Produção – Embrapa Trigo)
Local: Sala 304 (Bloco A)
14h – Tecnologia de Aplicação
Dr. Marcelo Madalosso (Gerente Instituto Phytus/ Prof.º URI/Santiago)
Local: Auditório Bloco A
17h: Encerramento Oficial

terça-feira, 28 de outubro de 2014

MÚSICA MISSIONEIRA E EMPREENDEDORISMO NA REUNIÃO DO DETUR.

Música missioneira e empreendedorismo motivaram participantes em reunião do Detur

Pedro Ortaça, um dos ícones musicais das Missões, falou sobre a influência da arte na divulgação do turismo. Presença da região em Buenos Aires e Gramado, também foi tema do encontro.

O encontro mensal do Detur/Funmissões que ocorreu em São Luiz Gonzaga, neste mês de outubro, abriu espaço também para a musicalidade. O show de Mário Meira, João Máximo e Jarbas Nadal, que se apresentaram na abertura do encontro, mostrou que o campo das artes, com ênfase na música, exerce papel fundamental no fomento do turismo regional. Outra participação expressiva foi do escritor missioneiro e coordenador da Trilha dos Santos Mártires, Sergio Venturini, que aproveitou para divulgar a próxima caminhada da comitiva por municípios da região, no período de 9 a 16 de novembro.
Projeto para propagar o turismo dos 26 municípios da AMM em stands da Expo São Luiz 2015 (30/09 a 04/10), foi apresentado na reunião pelo secretário municipal de Administração, Itamar Chagas, conjuntamente com o presidente do evento, Sergio Torres. A iniciativa tem entre os objetivos oferecer um ambiente propício ao desenvolvimento das potencialidades turísticas de cada comunidade, por meio do aprimoramento da integração regional.

Participação em Gramado e Buenos Aires
Nos dias 25 a 28 deste mês vai acontecer em Buenos Aires a Feira Internacional de Turismo (FIT). Conforme estabelecido na assembleia mensal do Detur foi designada para divulgar os atrativos turísticos missioneiros, no stand da Embratur e da Setur, a diretora de Turismo de São Luiz Gonzaga, Sandra Ferreira. Já nos dias 6 e 7 de novembro, no Festival de Turismo em Gramado, foi aberta a participação dos prefeitos e responsáveis pelo setor nos municípios. “Durante o evento haverá o lançamento da marca ‘Orgulho de ser Missioneiro’. Também será uma oportunidade para que mais pessoas engajadas em promover crescimento do turismo das Missões, conheçam o funcionamento deste tipo de feira. Contamos com uma grande representação da região”, ressaltou a diretora do Detur, Rosane Grabia, acrescentando que o transporte será disponibilizado pela Funmissões. As outras despesas ficam por conta dos participantes.
Os trabalhos foram conduzidos pela diretora do Departamento e prefeita de Sete de Setembro, Rosane Grabia e pela secretária Executiva do Detur, Izabel Ribas, A reunião contou com a presença do presidente da AMM, prefeito anfitrião Junaro Rambo Figueiredo, do prefeito de Caibaté, Sérgio Birck, secretários municipais de Turismo, artistas plásticos, imprensa, entre outros.

Fortalecimento da rede hoteleira
Diretora do setor de Turismo de São Luiz Gonzaga, Sandra Ferreira fez uma explanação sobre as ações de infraestrutura, que estão sendo realizados pela rede hoteleira são-luizense para receber os turistas com maior conforto. Entre os estabelecimentos tradicionais da cidade que estão qualificando os serviços destacam-se: Cometa Plaza Hotel: conta com 88 apartamentos, totalmente equipados e dispõe de opções para atender às diferentes necessidades de cada cliente; Hotel do Mário: capacidade para acomodar 50 hóspedes. Ampliação do restaurante que passou a comportar 200 pessoas; Ivo Hotel: capacidade de acomodação para 59 pessoas. Está investindo na troca de mobiliários, cama box e ar condicionado, em todos os apartamentos. Hotel Ipê: trocou logo e fachada  para tornar o local com visual mais atraente; Hotel Xerife: capacidade inicial – 51 apartamentos, mais três quartos coletivos. Espaço com sala de jogos e academia. No próximo ano, vai construir mais 60 apartamentos.

Pousada temática
Empreendimento já em fase de construção, próximo ao trevo de acesso à São Luiz Gonzaga, na BR 285,  a Pousada Pedro Ortaça terá um espaço temático contando a trajetória deste renomado artista missioneiro. Com arquitetura semelhante às Ruínas de São Miguel, mas num estilo contemporâneo, o local  vai valorizar ainda mais o turismo cultural das Missões, reconhecido internacionalmente.

Complexo turístico Jayme Caetano Braun
Construção do complexo turístico Jayme Caetano Braun, na praça que leva seu nome, onde tem o monumento de 6 metros para homenagear o artista, fazem parte dos novos investimentos que serão executados via Ministério do Turismo. Sandra Ferreira explicou que o local será constituído de um Centro de Apoio ao Turista, com auditório para 25 pessoas, além da exibição de um documentário sobre a obra do payador, bem como a sua contribuição para o nascimento da música missioneira. As instalações incluem também uma sala de exposições e sanitários com acessibilidade. O segundo prédio será um centro de comercialização de artesanato, souvenirs e produtos coloniais.

Influência da música regionalista
Pedro e Rose Ortaça participaram da reunião do Detur, durante toda a manhã do último dia 14 de outubro. Músico, cantor e compositor, Pedro Ortaça falou sobre a representatividade dos artistas e da música missioneira para fomentar o turismo regional. “Há mais de 50 anos cantamos as raízes e a história desta terra. Noel Guarani, Jayme Caetano Braun, Cenair Maicá e eu, formamos este ‘cancioneiro guaranítico’, como costumamos dizer”, recordou Pedro, ao enfatizar: “aqui tem história. E, em nossas andanças pelo mundo, graças a Deus, conseguimos divulgar nossa região, através do canto, da música e da poesia missioneira. Com nossa arte despertamos a curiosidade dos turistas em conhecer esse lugar, que retratamos em nossas canções”, explicou o músico.

“Ser missioneiro, um estado de alma”
Com esta frase, o músico, cantor e compositor Pedro Ortaça definiu o significado de ser missioneiro. Com sua serenidade característica, ele disse que não precisa ter nascido na região para ter este sentimento pela cultura das Missões. “Eu nasci aqui, sou filho desta terra. Mas, tenho sangue de português, de espanhol e de índio guarani, pois minha avó era uma índia guarani”, contou ele.
O músico são-luizense destacou a importância de que as escolas ensinem mais sobre o assunto. “ser missioneiro é também um estado de espírito, que está em nosso íntimo. Tem muita gente que nasceu aqui, mas pouco sabe sobre a região. Por isso, as escolas devem dar aulas para que as crianças de hoje e de amanhã possam conhecer e defender a nossa história missioneira”, sugeriu.

Legado de irmandade dos guaranis
A representatividade da cultura missioneira e do sentimento de irmandade dos índios guaranis, foi relembrada por Pedro Ortaça. "É na região das Missões que estão as reduções deste legado que ficou pra nós. A prova de que aqui existiu uma civilização maravilhosa, o povo guarani, em que todos eram irmãos e tinham carinho e respeito uns pelos outros. Esse afeto falta nos dias de hoje, pois é a ganância que predomina entre as pessoas. Nós, que nascemos aqui, temos que mostrar para o mundo, no canto, na música e na poesia, que nas Missões ainda se cultiva esta irmandade herdada da cultura guarani ", evidenciou o músico de São Luiz Gonzaga.
A valorização do cenário missioneiro como uma forma de propagar o turismo, também foi citada. "Sempre digo aos pintores da região para que retratem em seus quadros as ricas paisagens das Missões, pois assim, estarão vendendo a nossa cultura traduzida na pintura e na arte ", concluiu Pedro Ortaça.


www.siteAMM

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

UFFS TEM 1445 CANDITADOS INSCRITOS PARA RESIDÊNCIA MÉDICA.

Seleção para residências médicas da UFFS registra mais de mil inscritos

Residencia
O concurso de seleção aos programas de Residência Médica/2015 vinculados ao Campus Passo Fundo da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) registraram um grande número de inscritos. No total, 1.445 candidatos inscreveram-se para as 112 vagas ofertadas. O coordenador da Comissão de Residência Médica (COREME) da UFFS, Jairo Caovilla, avalia que "o número de inscrições demonstra que os médicos estão aprovando os programas de residência, caso contrário não se inscreveriam aqui. Este quantitativo de inscritos é o dobro do que em anos anteriores."
A primeira etapa da seleção, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada por meio de prova escrita objetiva no dia 30 de novembro, sob a coordenação técnico-administrativa da AMRIGS. A segunda etapa, de caráter classificatório, será realizada por meio de análise de currículo, de 5 a 9 de janeiro de 2015, sob a responsabilidade da comissão de seleção oficialmente designada.
O resultado final será divulgado até o dia 19 de janeiro de 2015, no site da UFFS, e as matrículas serão realizadas no dia 22 de janeiro de 2015.
As residências serão realizadas nos Hospitais de Ensino conveniados: Hospital São Vicente de Paulo e Hospital da Cidade.
www.uffs.edu.br

SARTORI É UM DIAMANTE BRUTO segundo Martinelli.

O novo governador do Rio Grande do Sul é um diamante bruto. Esta é a definição do jornalista e responsável pelo marketing da campanha de José Ivo Sartori, Marcos Martinelli. Em entrevista à Rádio Guaíba nesta segunda-feira, o marqueteiro afirmou que a estratégia usada para as eleições foi apresentar o candidato do PMDB como um cara simples e direto. "Na primeira conversa que tive com o Sartori ele simplesmente pediu para não mudá-lo. Eu respondi, dizendo que ninguém poderia modificá-lo. A nossa equipe quis mostrar o político como ele é. É um diamante bruto que poucas pessoas conheciam", afirmou.  

Durante os debates, o opositor Tarso Genro afirmava que Sartori não tinha conhecimento para governar o Rio Grande do Sul e costumava fugir dos questionamentos sem dar uma resposta concreta. Martinelli comentou que a estratégia do adversário sempre foi desqualificá-lo, enquanto a campanha tinha o dever de manter a estratégia de apresentá-lo como um candidato simples e fazedor. "Queríamos respeitar a política e acima de tudo mostrar que ele também respeita os valores familiares. A oposição não entendeu isso muito bem, tentou desqualificar, mas não colou", resumiu.

Martinelli admitiu que o pior momento da campanha veio com a polêmica do piso dos professores relacionado por Sartori, por meio de uma brincadeira, ao piso de uma loja de materiais de construção e ferramentas. "Esta citação de 24 segundos ocorreu num espaço de uma entrevista de 54 minutos. Com o jeitão dele, o Sartori pediu desculpas. Ele entendeu que a brincadeira não foi adequada. Nós sentimos o golpe, mas isso rapidamente foi revertido, em questão de dois ou três dias", explicou. 

Marcos Martinelli contou que a origem do slogan "Meu partido é o Rio Grande" partiu de uma reunião de toda equipe que iria trabalhar para a eleição de Sartori. "Eu sempre desejava uma estratégia que estivesse acima de partidos e discussões. A definição foi por esta ideia e acabou dando certo para nós. A candidatura se colocou acima de disputas específicas", concluiu.
www.correiodopovo.com

ERROS DA CAMPANHA DE AÉCIO por Juremir Machado.

Erros da campanha de Aécio

Postado por Juremir em 27 de outubro de 2014 -
Aécio apostou na campanha do ódio e da demonização do petismo.
Como disse um marqueteiro, pregou para convertidos.
Ainda depois da derrota, um coordenador da sua campanha disse que o Brasil produtivo dera a vitória ao tucano.
É puro preconceito.
Assim como é preconceito dividir o Brasil entre nordeste e sudeste.
Aécio perdeu em dois dos três maiores colégios eleitorais do sudeste e do país: Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Perdeu em casa no primeiro e no segundo turnos. Por quê?
Quem perde em casa, não ganha campeonato nacional.
Aí a campanha do PT faturou: se quem conhece não vota, deve ter problema.
Aécio não é o mal, não é um monstro, mas, como se fosse um petista de caricatura pelo avesso, apostou na polarização, no preconceito, na radicalização e, mesmo negando, no nós contra eles que tanto simulou combater.
A campanha de Aécio ficou assim: os que trabalham contra os que supostamente não trabalham.
Os aecistas levaram, nas redes sociais, essa dicotomia às últimas consequências. Nunca se viu tanto tucano conservador, reacionário, preconceituoso e arrogante destilando ódio contra as políticas sociais do petismo.
Nem todo tucano é conservador. Mas o tucanato de centro foi engolfado pela radicalização.
Outro ponto em que Aécio não convenceu foi na sua política de moralização. O PSDB não tem moral para apontar o dedo.
Para cada acusação que fez, tomou o troco. Pessoas realmente refratárias à corrupção, fugiram do PT e do PSDB.
Os demais, na falta de melhor, deram a corrupção por empatada e decidiram por outros critérios.
A tentativa de golpe da Veja, ao que parece combinada com Aécio e por vazamento do senador tucano Álvaro Dias, foi um tiro pela culatra. Pegou mal. Ficou evidente a tentativa de manipulação. Um sociólogo francês me ligou para dizer: “Como é que o Brasil aceita um golpe desses da mídia? É trapaça. Não pode. Para nós, isso é um escândalo sem precedentes”.
Mas Aécio quase chegou lá. Se tiver paciência, será um candidato temível em 2018. Até lá, pode treinar para perder o sorriso debochado nos debates e evitar as ironias que lhe dão um ar de arrogante de elite, o que afasta eleitores sensíveis.
Perdeu, mano!
Em 2018 tem mais.
Até lá, Tia Dilma manda.

sábado, 25 de outubro de 2014

VERMELHINHO FABRICA E LOJA.

Vermelhinho Industria de Confecções-Bordados e Loja de Esportes
                                   Rua Neco Januário,485-(Prédio Antiga Auto peças Machry)
Centro. Cerro Largo-RS fone 55.3359.2077
email:vermelhinho@via-rs,net
silviofelix@via-rs.net

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

FITZ TINTAS 4 LOJAS NA REGIÃO

Cerro Largo-São Luiz Gonzaga-Giruá-Guarani das Missões
Tudo em tintas prediais e automotivas.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

RESTAURANTE CENTRAL.

                                Rua 7 de Setembro-Praça da Matriz  55.3359.1836-CLargo-RS

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

SULNET CERRO LARGO.

Rua Neco Januário-Centro   fone 55.3359.1665-Cerro Largo-RS

terça-feira, 21 de outubro de 2014

AGROCEL AGROPECUÁRIA E PET SHOPP.

                                       Rua  Januário esquina Dr.Otto Flach fone 55.3359.1774

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

FAMURS RECLAMA DA PRESSÃO PARA CEDÊNCIA DE FUNCIONÁRIOS.

Assembleia Geral 16/10/2014 Prefeitos reclamam de pressão para cedência de funcionários municipais
Famurs defenderá a extinção de todos os convênios após a eleiçã.

Os municípios gaúchos estão insatisfeitos com a situação dos convênios de cedência de funcionários para órgãos estaduais, federais e de ouros Poderes. A situação foi relatada por presidentes de associações regionais de municípios que participaram nesta quinta-feira (16/10), da Assembleia Geral da Famurs, na sede da entidade. O presidente da Famurs, Seger Menegaz, garantiu que o assunto será encaminhado ao governador eleito, após o pleito de 26 de outubro, ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público.

Os municípios gaúchos possuem convênios de cedência firmados com diferentes órgãos, desde a Justiça Eleitoral até a Brigada Militar. Conforme Menegaz, a entidade já intercedeu junto ao Ministério da Agricultura (Mapa), referente à cedência de veterinários pelas prefeituras. Atualmente, 63 municípios gaúchos cedem veterinários ao Mapa e gastam uma média de R$ 5 milhões ao ano. "O Ministério se comprometeu conosco a fazer o ressarcimento dos valores pagos pelos municípios", afirmou Menegaz.

O presidente de uma associação regional relatou, durante o encontro, que está sendo pressionado a ceder oito servidores ao Poder Judiciário. Outro comentou que possui cinco veterinários contratados para trabalhar na fiscalização de um frigorífico. Também há dezenas de casos de prefeituras que precisam dar algum tipo de auxílio de custo à Brigada Militar para manter oficiais na cidade. Em Assembleia, os prefeitos resolveram defender a extinção de todos os convênios de cedência. "Esses contratos sobrecarregam a folha das prefeituras e geram o risco dos prefeitos serem apontados pelo Tribunal de Contas", alerta o presidente da Famurs.