segunda-feira, 20 de junho de 2016

CTG PORTEIRA DAS MISSÕES VAI A COSQUIN - ARGENTINA.

A Invernada Artístisca do CTG Porteira das Missões de Cerro Largo, através do grupo Herança Farrapa com integrantes de idade entre 5 à 18 anos estará participando do Encontro Internacional de Grupos de Dança em Cosquin na Argentina nos dias 23 à 26 de junho de 2016.


                      matéria retirada do site de Cosquin.
                                 aquicosquin.org



Em geral, pouco os visitantes conhecem do Folclore nacional Argentina. É bem conhecida por todos Mercedes Sosa, Atahualpa Yupanky, mas existe um numero enorme de artistas nacionais de importância. Cosquín é onde o folklore se junta uma vez por ano. 

Sem lugar a duvidas um bom programa para aqueles amantes da musica nacional e de viajar pelo pais.

Festival Nacional de Folklore de Cosquín é o festival mais importante de Musica Folklorica da Argentina.

 Dura 9 noites, e em geral se realiza na ultima semana de janeiro (todos os anos). O lugar já emblemático: Cidade de Cosquín, no Valle de Punilla na Província de Córdoba.

A tradição fala que as nove noites são uma referencia as nove luas de Cosquín (o Nueve Lunas Coscoínas). O cenário do Festival é chamado Atahualpa Yupanqui, e esta localizado na grande praza Próspero Molina (Plaza Nacional del Folklore) da cidade de Cosquín.

É um evento popular e nacional com muitas atividades artísticas e musicais.

 Uma boa para aqueles que desejam conhecer Argentina por fora das capitais das províncias, em um evento bem local. só para lembrar da enorme quantidade de atividades simultâneas, no mesmo lugar se realiza: Encuentro Nacional de los Poetas, la Feria de Artesanías y Arte Popular, las peñas y los espectáculos callejeros.


sexta-feira, 17 de junho de 2016

MAIORIA DESAPROVA GESTÃO TEMER.

Levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas em 24 estados e em 162 municípios brasileiros, entre os dias 11 e 14 de junho de 2016, revela que 55,4% dos entrevistados desaprovam a administração do presidente interino Michel Temer (PMDB), contra 36,2% que disseram aprovar a gestão do peemedebista. Outros 8,3% pesquisados disseram não saber ou não quiseram opinar.
A pesquisa perguntou também aos entrevistados se a administração do presidente Michel Temer está indo melhor, pior ou igual à gestão da presidente afastada Dilma Rousseff. Segundo os dados, 48,8% consideram que a administração do presidente Michel Temer está indo igual à da petista; 28,9% considera que está indo melhor e para 16,9% está pior do que o governo da presidente afastada.
A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 5ª e 6ª Região sob o nº 3122/16 e é filiada à Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. 
www.correiodopovo.com

quarta-feira, 15 de junho de 2016

MINSITRO OSMAR TERRA NA ASSEMBLÉIA DA AMM.

Assembleia da AMM contará com participação de ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
15 de Junho de 2016

Osmar Terra, Ministro Desenvolvimento Social e Agrário
Reunião será em Santo Ângelo na próxima sexta-feira, dia 17 de junho, quando estarão em pauta relevantes assuntos regionais

Compromissos com a região Noroeste, em especial com os 26 municípios missioneiros, serão abordados pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, deputado federal Osmar Terra, durante assembleia mensal da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões). A reunião acontecerá na manhã da próxima sexta-feira (17), às 9h30min, no Centro Municipal de Cultura, em Santo Ângelo.
Conforme ressalta o presidente da AMM/Funmissões, Valdir Andres, o ministro gaúcho foi convidado pela Associação para dialogar com os gestores municipais missioneiros sobre as atribuições do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). “Osmar Terra fará uma explanação sobre as ações, programas e políticas públicas do MDSA, que vêm ao encontro das necessidades das prefeituras no trabalho desenvolvido junto às comunidades”, explica Andres.

Assembleia na Famurs
No encontro mensal da próxima sexta, entre outros temas relevantes, também serão iniciadas as discussões sobre as reivindicações que deverão pautar a assembleia AMM/Funmissões, que ocorre anualmente no mês de julho (21 e 22), na sede da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs). Na ocasião, os prefeitos e prefeitas da região das Missões se reúnem com autoridades estaduais e federais, em busca de alternativas e medidas para viabilizar os pleitos locais e regionais.
A programação do dia 17 de junho, em Santo Ângelo, inclui reuniões paralelas dos Secretários Municipais de Meio Ambiente, e  das Primeiras-Damas da AMM.

Foto: Divulgação
Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa 

terça-feira, 14 de junho de 2016

UFFS TEM VAGA PARA PROFESSOR DE MATEMÁTICA SUBSTITUTO.

Ter, 14 de Junho de 2016 -
A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Cerro Largo abre, nesta quarta-feira (15), as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de professor substituto na área de Matemática. É oferecida uma vaga para profissionais com Licenciatura ou Bacharelado na área para trabalhar no regime de 40 horas.
As inscrições seguem até o dia 24 de junho e devem ser feitas pessoalmente, ou por meio de procuração, na Assessoria de Gestão de Pessoas, Unidade Seminário do Campus Cerro Largo, localizada na rua Major Antônio Cardoso, 590, na sala 1-2-04, nos seguintes horários: das 8h30 às 11h30 ou das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira.
O processo seletivo constará de duas etapas: uma de títulos e uma prova didática. Na prova de títulos, o candidato deverá entregar uma cópia do currículo, juntamente aos documentos comprobatórios, conforme consta no edital. A prova didática tem a finalidade de verificar os conhecimentos do candidato e será uma aula de, no mínimo, 30 minutos, e, no máximo, 40, perante a banca examinadora.
O resultado está previsto para ser divulgado no dia 08 de julho, no endereço: https://concursos.uffs.edu.br/. Mais informações estão no Edital nº 478/UFFS/2016. O e-mail para contato é o agp.cl@uffs.edu.br.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

RECUPERAÇÃO DA NASCENTE DO ARROIO CLARIMUNDO.

Projeto do Campus Cerro Largo recupera nascente do Arroio Clarimundo

Foram 124 árvores nativas plantadas em torno de uma das nascentes do Arroio Clarimundo, no município de Cerro Largo. E mais: plantadas por mãos de crianças de 10 a 11 anos, estudantes do 5º ano da Escola Municipal Padre José Schardong. A atividade de plantio foi realizada nesta terça-feira (07) na nascente próxima à escola e fez parte do projeto de Extensão da UFFS – Campus Cerro Largo, coordenado pela professora Tatiane Chassot. O objetivo do projeto foi a recuperação da Área de Preservação Permanente (APP) do entorno da nascente do Arroio Clarimundo. Para o estudante Lucas Kun, a participação no projeto foi interessante, porque além do plantio das árvores, eles puderam conhecer a nascente. “Foi muito legal descobrir de onde vem a água, pois nos mostra que, também por isso, é importante preservar a natureza”, relata. Essa parceria entre a escola e a UFFS e o envolvimento com as crianças, segundo a professora Tatiane, teve a intenção de “despertar nelas o interesse pela preservação”, afirmou.

O Arroio Clarimundo se caracteriza por um olho d´água que escoa por um pequeno canal e se acumula logo abaixo, onde forma um pequeno banhado. Ele atravessa a cidade de Cerro Largo e desemboca no Rio Ijuí. Segundo estudos realizados anteriormente pela professora Tatiane, e segundo dados do IBAMA (2012), em março de 2011 houve uma grande mortandade de peixes no Arroio cuja causa não foi esclarecida. O Código Florestal vigente determina que um raio mínimo de 50 metros é considerado Área de Preservação Permanente (APP), o que significa que está protegida e não pode ser utilizada para outros fins. Na área recuperada pelo projeto, há baixa densidade de vegetação e sofre degradação devido ao pisoteio animal.
A recuperação envolveu o isolamento da nascente – por meio de cercas, o que evita a entrada de animais, como o gado – e o plantio de árvores nativas como a grápia, cabriúva, angico, canela, guajuvira, cerejeira, entre outras.
Para o bolsista do projeto e estudante da 7ª fase do curso de Agronomia, Kennedy Seifert, o projeto traz um complemento a sua formação, já que trata da conscientização da preservação do meio ambiente. O também bolsista e estudante da 7ª fase do curso de Agronomia, Jonas Arçe Nunes, relata que o projeto traz novas visões para sua formação, já que “em uma propriedade geralmente tem uma nascente, então agora sabemos de sua importância e que essa área não pode ser destinada para outro uso”, afirmou.
O projeto colocou os bolsistas e outros dois voluntários em contato com a comunidade regional, já que, para a realização do projeto, contaram com o apoio da escola, do proprietário do terreno, Joaquim Werle, da Prefeitura Municipal de Cerro Largo, da Eletrosul e Prefeitura de Santa Rosa (que fizeram a doação das mudas) e ainda com as empresas que fizeram doações de alguns materiais como a Madeireira Perius, da Linha Santo Antônio (doação dos palanques) e a Noroeste Ferramentas (doação do arame e isoladores).
“Somos muito gratos a essas empresas pela doação dos materiais. Sem elas, não teríamos alcançado os objetivos do nosso projeto, já que, inicialmente havia uma previsão de recursos financeiros que foram contingenciados. Além disso, agradeço à equipe de trabalhadores terceirizados da área experimental da UFFS, que, com a coordenação do engenheiro agrônomo Odair José Schmitt, fizeram a abertura das covas, e a toda minha família pelos inúmeros auxílios prestados a este projeto”, declara a professora Tatiane. Ainda fizeram parte do projeto os docentes Reneo Pedro Prediger, Mardiore Tanara Pinheiro dos Santos e Denize Ivete Reis.

site:uffs.edu.br

sexta-feira, 10 de junho de 2016

SEMANA ACADÊMICA DE QUÍMICA UFFS CERRO LARGO.


III Semana Acadêmica de Química do Campus Cerro Largo está com inscrições abertas

semana_academica_qumica-02
Abriram, nesta semana, as inscrições para a III Semana Acadêmica de Química. O evento será realizado nos dias 15, 16 e 17 de junho e contará com diferentes atividades envolvendo professores, alunos e egressos. As inscrições vão até o dia 13 de junho e devem ser feitas AQUI.  O valor das inscrições é de R$ 25 para associados e associadas do Diretório Acadêmico (DA) do curso, e de R$ 30 para o público em geral. Podem se inscrever qualquer interessado da comunidade acadêmica e regional. O certificado será de acordo com a frequência durante os três dias.
Segundo a professora Rosália Andrighetto, “o evento tem como intenção promover um espaço para a formação inicial e continuada de professores, contando com palestras, mesa-redonda e oficinas que privilegiem a reflexão coletiva, a troca de experiências, a contextualização, oportunizando momentos de discussão sobre conhecimentos específicos da química e metodologias de ensino”, explica.
A III Semana Acadêmica de Química, contará com duas palestras: uma delas voltada para a área da Educação em Química; e outra interdisciplinar, voltada para a área da nanotecnologia. As palestras, ministradas por professores convidados de outras instituições de ensino, pretendem “ampliar e contribuir para uma discussão mais aprofundada nas diferentes áreas do ensino de química”, diz Rosalia. Ainda, será realizada uma mesa-redonda promovendo-se diálogos com egressos do curso, em torno de vivências formativas na graduação e as suas perspectivas para o futuro profissional.
Também serão desenvolvidas oficinas e/ou minicursos ministradas por professores e alunos da UFFS com abordagens a diferentes temáticas. Por fim, será realizada uma exposição de trabalhos (relatos de TCCs, artigos, práticas de ensino e jogos didáticos) desenvolvidos pelos licenciandos do curso.

terça-feira, 7 de junho de 2016

AMM PROMOVE CURSO SOBRE GESTÃO DA DÍVIDA ATIVA MUNICIPAL.

AMM promove seminário sobre Gestão da Dívida Ativa Municipal
06 de Junho de 2016
AMM promove seminário sobre Gestão da Dívida Ativa Municipal
Prefeito Valdir Andres, Presidente da AMM/Funmissões

O curso é gratuito e direcionado aos fiscais de tributos, contadores, assessores jurídicos, procuradores, secretários de Administração, de Fazenda, entre outros servidores municipais das Missões

Disponibilizar apoio técnico para as 26 prefeituras missioneiras com a geração de novas receitas e melhorias nas finanças públicas, integram as ações desenvolvidas pela Associação dos Municípios das Missões (AMM). Neste sentido, no próximo dia 14 de junho será realizado pela Associação um seminário, que vai abordar os desafios trazidos pela nova contabilidade pública.

Ministrado pelo Instituto IDETRIM, o enfoque do curso será embasado na compreensão de questões jurídicas e tributárias sobre a Gestão da Dívida Ativa Municipal. Serão reiterados os princípios fundamentais e detalhados temas como prescrição, exclusão de débitos, entre outros.

Presidente da AMM/Funmissões, Valdir Andres enfatiza a importância da entidade proporcionar cursos de capacitação gratuitos em diferentes setores. “É uma forma de incentivar e oportunizar a qualificação aos servidores de todos os municípios missioneiros, sempre lembrando que os benefícios são especialmente direcionados à melhorias no atendimento aos serviços oferecidos para as comunidades”, pontua Andres, que é prefeito de Santo Ângelo.

Programação e público-alvo
O seminário vai ocorrer durante todo o dia 14 de junho (terça-feira), no auditório da AMM, em Cerro Largo. A programação, que será das 9h às 11h45 e das 13h30min às 16h30min, terá como público-alvo fiscais de tributos, contadores, procuradores, assessores jurídicos, secretários de Administração, secretários de Fazenda, técnicos tributários, e demais servidores municipais missioneiros envolvidos na gestão da dívida ativa.

Conforme explica o Coordenador Executivo do Instituto IDETRIM, Adriano dos Santos, que será o palestrante do seminário, desde 2015 a dívida ativa passou a ter um peso maior na gestão tributária e contábil dos municípios, principalmente em razão da alteração de sua característica de previsão de receita para patrimônio. “Com a nova contabilidade pública, os servidores que atuam no controle dos débitos inscritos precisam ampliar seus conhecimentos visto que, até a concessão de benefícios e descontos para valores inscritos em dívida ativa, os populares “refis”, exigirão mais cuidado em sua execução”, alerta Adriano.

Temática do evento
Farão parte do conteúdo que será abordado no curso do dia 14 de junho, o resumo da nova contabilidade pública e seus efeitos na dívida ativa; a definição em lei da dívida ativa e suas principais características; as similaridades e diferenças entre divida ativa tributária e não tributária; a constituição dos créditos até a inscrição em dívida ativa; os débitos de optante pelo Simples Nacional, entre outras relevantes questões relacionadas ao tema.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 6 de junho de 2016

V SEMANA ACADÊMICA DA AGRONOMIA NA UFFS.

V Semana Acadêmica de Agronomia hoje , no Campus Cerro Largo

folder_SAO presidente do Diretório, Lucas Rauber, informou que haverá dois espaços para assistir às palestras, que serão transmitidas por videoconferência: no Auditório do Bloco A e no Auditório do Bloco dos Professores. “De agora em diante todas as inscrições serão para as palestras no Bloco dos Professores, pois as vagas para o Auditório do Bloco A já estão preenchidas”, informa Lucas.
A abertura será realizada às 13h30 com a palestra intitulada “Uso da terra segundo sua vocação de uso”, ministrada pelo professor da UFRGS, Egon Klamt. A programação segue até sexta-feira (10), com palestras nos turnos da manhã e da tarde, fazendo parte da programação convidados da UPF, Unipampa, UFSM, UNIJUÍ, Embrapa, Epagri, KF e Emater.
Haverá certificado para os inscritos que participarem de, pelo menos, 75% do evento. Para aqueles que tiverem interesse em apenas algumas palestras, podem se inscrever separadamente efetuando o pagamento de R$ 5 por turno.
O evento conta com o apoio da Emater/RS, da Secretaria Municipal de Agricultura de Cerro Largo e da Associação Regional de Produtores de Leite (ARPLE)
.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

AMM -PONTE INTERNACIONACIONAL AUTORIDADES ARGENTINAS,

AMM se reúne com autoridades argentinas para tratar sobre a ponte internacional
01 de Junho de 2016
Dando seguimento às tratativas para obter o resultado do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) que vai apontar o melhor local para construção da ponte internacional entre Brasil e Argentina, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) deu mais um importante passo para pressionar o governo brasileiro e argentino. Com este objetivo, foi realizada na terça-feira (31), na Câmara de Vereadores em Porto Xavier, uma reunião que contou com representantes dos dois países.
A partir deste encontro será formada uma comissão com membros dos dois países, que estarão lutando juntos pela ponte Porto Xavier/San Javier, em audiências com autoridades do Brasil e da Argentina, que já estão sendo agendadas.

Prefeito anfitrião, Paulo Sommer coordenou os trabalhos e reiterou que, conforme já foi manifestado pela diretoria executiva do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) durante audiência em Brasília, em maio de 2014, para uma comitiva liderada pela AMM, tecnicamente, Porto Xavier/San Javier é o melhor local para receber o empreendimento, de acordo com as características relatadas no EVTEA.

Decisão Política
Em nome dos 26 municípios missioneiros, Valdir Andres destacou a importância da integração entre os dois países já que, são mais de 40 anos à espera do resultado do estudo da ponte internacional, e o que falta é decisão política. “Com certeza, mediante a soma de esforços desta comissão composta por lideranças brasileiras e argentinas, aumentam nossas possibilidades de pressionarmos os dois governos para que, finalmente, divulguem o resultado oficial do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental que, tecnicamente é favorável para que seja Porto Xavier/San Javier”, frisou Andres, que é prefeito de Santo Ângelo.

Os deputados Provinciais de Misiones Alfredo Schiavoni, Valter Molina e Mário Pegoraro, todos de Posadas, concordaram em integrar a comissão e providenciar as audiências do lado argentino. Também participaram da reunião assessor de gabinete da Prefeitura de San Javier, Hugo Carlos Diaz; o secretário do município de San Javier, Alberto Carlos Soto; o prefeito de São Luiz Gonzaga, Junaro Figueiredo; de Roque Gonzales, Sadi Ribas; o presidente da Comissão Empresarial Pró-Ponte, Wilson Pippi; o coordenador da Comissão Empresarial Pró-Ponte, Ovídio Kaiser; o secretário da Comissão Empresarial Pró-Ponte, Lino Pauli; o presidente da Câmara de Vereadores de Porto Xavier, Sérgio Alves, entres outras lideranças argentinas e brasileiras.

terça-feira, 31 de maio de 2016

ASSEMBLÉIA DA AMM COM TEMAS ESTRATÉGICOS.

Temas estratégicos para o desenvolvimento regional foram deliberados em assembleia da AMM

31 de Maio de 2016
Temas estratégicos para o desenvolvimento regional foram deliberados em assembleia da AMM
Prefeitos da AMM com o Estudo Técnico da Ponte Internacional
Região missioneira segue unida na luta pela ponte internacional Porto Xavier/San Javier

Manutenção da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, ponte internacional Brasil/Argentina, audiência pública sobre os municípios sem acesso asfáltico, planejamento estratégico regional, passagem da tocha olímpica pela região, turismo missioneiro, entre outros assuntos relevantes, pautaram a reunião mensal da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões) realizada dentro das festividades da 13ª Polfest Internacional, em Guarani das Missões, na sexta-feira (27).
Prefeita anfitriã, Janete Dauek, acompanhada da rainha e princesas da Polfest, equipe da administração municipal e comunidade guaraniense, deu as boas vindas aos colegas prefeitos e demais convidados. “É com muita alegria que recebemos a todos neste encontro mensal da nossa AMM, que ocorre em meio às comemorações dos 57 anos de emancipação político-administrativa de Guarani das Missões, a Capital Polonesa dos Gaúchos”, orgulhou-se a prefeita.

Coordenadoria Regional de Saúde
Diante da possibilidade de que existe um planejamento por parte do governo estadual para reduzir o número de coordenadorias regionais de saúde, informação que também chegou à Famurs, por precaução, a AMM resolveu se antecipar e tomar as devidas providências.
Por decisão dos gestores municipais que estavam presentes na assembleia em Guarani, como medida preventiva, foi encaminhado um documento formal ao governador e ao secretário de Saúde do RS, em favor da manutenção da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, cuja sede é em Santo Ângelo, com atendimento aos 26 municípios da região das Missões. “Este assunto merece uma grande mobilização da AMM e de todos os prefeitos missioneiros”, afirmou o presidente Valdir Andres.

Ponte internacional
Paulo Somer, que é prefeito de Porto Xavier, entregou ao presidente da AMM o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), praticamente completo, com informações sobre a ponte internacional entre Brasil e Argentina. Sommer reiterou que a região das Missões não está medindo forças com outras regiões que almejam o mesmo pleito. “São questões técnicas que, realmente, comprovam as vantagens da construção da ponte em Porto Xavier. Conforme já foi dito pelo próprio DNIT”, enfatizou Paulo.

Diante da explanação do prefeito Somer, Valdir Andres propôs ao colegiado de prefeitos, que aprovou por unanimidade, a retomada imediata de audiências em Brasília para cobrar uma decisão do governo federal quanto a divulgação do resultado do EVTEA. “Não é mais possível que se postergue o anúncio deste estudo, que se prolonga há mais de 40 anos. Já solicitamos as reuniões na capital federal, pois precisamos avançar nesta luta”, assegurou o presidente da AMM acrescentando que pela primeira vez, a Associação tem em mãos um estudo técnico de governo sobre a questão das pontes. “Considero este momento muito importante, pois com este material podemos produzir um documento histórico”, concluiu o prefeito santo-angelense.

Municípios sem acesso asfáltico
Na próxima sexta-feira (3), às 14 horas, Pirapó vai sediar uma audiência pública que vai tratar sobre a situação dos municípios sem acesso asfáltico da região das Missões (Ubiretama, Garruchos, Eugênio de Castro, Rolador e Pirapó). O evento, que acontecerá na Câmara Municipal de Vereadores, é promovido pela Comissão Especial dos Municípios sem Acesso Asfáltico da Assembleia Legislativa do RS, presidida pelo deputado Gilmar Sossela, que conduzirá os trabalhos. Prefeito anfitrião, Arno Werle reforçou a necessidade da presença de todos os prefeitos da AMM na tarde de sexta, como forma de demonstração de que os 26 municípios estão unidos nesta reivindicação, fundamental para impulsionar a economia local e regional.

Planejamento estratégico regional
Presidente do Corede Missões, José Cláudio Lourega Reis fez questão de reafirmar a parceria do Corede em todos os eixos de atuação que fomentem o desenvolvimento social, econômico e sustentável dos municípios e da região das Missões. Acompanhado de representantes da Universidade Regional Integrada – URI, campus Santo Ângelo, Lourega fez uma breve apresentação sobre o planejamento estratégico regional, que está sendo desenvolvido juntamente com a URI.
Ele destacou que com este propósito, estão sendo agendadas reuniões em todos os municípios da AMM. “Precisamos do apoio de todos os prefeitos para definir quais são as potencialidades e fraquezas de cada município. E, a partir destas demandas, fortalecer a expansão de toda a região”, salientou o dirigente do Corede Missões ao reiterar: “contamos com a imprescindível colaboração das administrações municipais e de todos os cidadãos missioneiros”.

Ações do DETUR
O turismo missioneiro esteve representado e foi divulgado na BNT Mercosul, em Itajaí/SC, dias 20 e 21 de maio, e na 8ª Assembleia dos 30 Povos Jesuíticos-Guaranis, em San Ignácio Guazú, no Departamento de Misiones/Paraguai, que ocorreu no msmo período, conforme informou a diretora do Detur/Funmissões e prefeita de Sete de Setembro, Rosane Grabia.
Além da participação em feiras e eventos, outras importantes iniciativas estão sendo desenvolvidas pela Funmissões e serão apresentadas na próxima reunião do Departamento, que acontece dia 9 de junho, às 14 horas, no Centro Municipal de Cultura em Santo Ângelo.

Tocha Olímpica
Desde já a região das Missões está convidada para participar do Evento de Revezamento da Tocha Olímpica dia 4 de julho deste ano, que vai passar por São Miguel das Missões, na parte da manhã, e por Santo Ângelo a partir do meio-dia. Uma programação especial, que em breve será divulgada, está sendo preparada por comissões organizadoras dos dois municípios para acolher os visitantes, em mais este momento histórico que será vivenciado pelos missioneiros.

Próxima assembleia
Também participaram da reunião em Guarani das Missões secretários municipais, vereadores, imprensa, soberanas dos municípios de São Nicolau, Salvador das Missões, São Pedro do Butiá e São Paulo das Missões, deputados federais, estaduais, e comunidade em geral, que na sequência da programação prestigiaram a abertura oficial da 13ª Polfest Internacional.
A próxima assembleia mensal da AMM será dia 17 de junho em Cerro Largo, na sede da Associação, ou no município de Eugênio de Castro, anfitrião do encontro.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

UFFS TERÁ ETAPA LOCAL DA 1ª.CONFERÊNCIA DAS LICENCIATURAS.

Etapa local da I Conferência das Licenciaturas será realizada no dia 1º, no Campus Cerro Largo


 Conferencia_Licenciatura_site








Na próxima quarta-feira (1º) será realizada a primeira etapa local da I Conferência das Licenciaturas da Universidade Federal da Fronteira Sul, na UFFS – Campus Cerro Largo. O evento dá continuidade ao trabalho iniciado em 2015 durante o qual foi constituído um diagnóstico acerca da experiência acumulada pelas licenciaturas nos primeiros anos da Universidade. Em 2016, a proposta é produzir um documento-diretriz que deverá orientar a construção das políticas e a definição das ações vinculadas às licenciaturas para os próximos anos.
 A conferência tem por objetivo avaliar o percurso formativo de programas e projetos de Formação Continuada da UFFS, articular o debate entre docentes das licenciaturas, da Educação Básica, licenciandos e estudantes da Pós-Graduação, debater a organização dos cursos de licenciatura da UFFS, integrar segmentos internos e externos no debate sobre a formação inicial e continuada, entre outros.
A plenária de abertura está prevista para iniciar às 13h45, no Auditório do Bloco A. A Conferência terá continuidade no dia 15 de junho, em que será discutido o documento (Currículo e Conhecimento), no dia 21 de junho, com discussão da Organização Pedagógica e Gestão Educacional, e a plenária final está agendada para o dia 10 de agosto.
As inscrições para a Conferência deverá ser realizada via e-mail: coord.acad.cl@uffs.edu.br, com as seguintes informações: nome completo, CPF, matrícula ou Siape. Haverá declaração de participação, ao final do evento, para alunos e comunidade regional.
facebook

quinta-feira, 26 de maio de 2016

O GRANDE GOLPE DENTRO DO GOLPE.

O grande golpe dentro do golpe

O problema dos bandos organizados é que sempre alguém trai.
Normalmente a traição vem como  contraveneno.
Sentindo-se abandonado, o parceiro vira traidor.
O PMDB deu o golpe no PT.
Parceiros no petrolão, o PMDB saltou fora quando viu o companheiro nas garras da justiça.
Num golpe mirabolante, o PMDB deixou de ser parceiro de corrupção para ser salvação moralizadora do país. Foi uma jogada de mágico. Um truque sem precedentes.
Michel Temer assumiu a presidência da República e montou um “machistério” de suspeitos.
A casa não demorou a cair.
Sentindo-se abandonado, Sérgio Machado procurou os donos do partido para avisar que, se não o protegessem, entregaria todo mundo. Certo que seria traído, gravou as suas conversas.
O resultado é o que sabemos: Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney dão o serviço.
Confessam a preparação do golpe, que batizam de impeachment, comprometem militares e ministros do STF (todos suspeitos) e afirmam que tudo farão para obstruir o trabalho da justiça.
O pior cego é o que tapa sol com peneira.
Procura-se desesperadamente alguém de verde e amarelo batendo panela contra a corrupção.
Que houve?
Parece que a munição de Sérgio Machado ainda não terminou.
A pergunta que quer gritar é esta: o STF vai mandar prender Jucá, Sarney e Calheiros por tentativa de obstrução de justiça? O ministro Gilmar Mendes já avisou que não viu crime nas gravações.
Os jornalistas da Globo também não.
É isso que se chama de seletividade?
Jucá é o Zé Dirceu do Temer.
Machado é o Roberto Jefferson da vez.
A cereja do bolo do golpe é o parlamentarismo.
Voto em lista fechada e parlamentarismo.
Dispensa-se o eleitor de escolher nomes.
Fica tudo na mão daquela turma confiável que o país conheceu em 17 de abril.
O herói brasileiro por excelência é o traidor.
Graças a ele os salvadores da pátria são desmascarados.
Uma boa notícia: o ministro da Educação recebeu o intelectual Alexandre Frota, que levou ideias para o setor. Agora, podem ter certeza, vai. O “machistério”, como andam dizendo, terá como slogan “pátria ejaculadora”. O problema é que é a moralização foi um jato precoce que já acabou.
Viva a traição!

quarta-feira, 25 de maio de 2016

CONGRESSO APROVA REVISÃO DA META FISCAL.

Em uma sessão que durou mais de 16 horas, o Congresso Nacional aprovou na madrugada desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto com a revisão da meta fiscal para 2016. O texto autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit primário de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas.


“A aprovação da meta resulta em ajuste de receitas de forma real porque a receita que previa superávit de R$ 30 bilhões, que era o texto do governo anterior, era algo extremamente irreal. Estamos ajustando as receitas, ajustando as despesas e estamos retomando investimentos estratégicos para o país”, disse o senador Romero Jucá (PMDB-RR).
Os parlamentares aprovaram o relatório do deputado Dagoberto (PDT-MS), que invocou o “momento excepcional” ao pedir a aprovação do texto. “Não podemos ignorar as dificuldades financeiras que o país vem enfrentando. O momento politico requer grande esforço de todos em prol da retomada do crescimento”, disse.


A meta fiscal, economia que o governo promete fazer para pagar a dívida pública, gira em torno da expectativa da receita arrecadada e também dos gastos. A nova meta com o déficit foi anunciada na sexta-feira pelo então ministro do Planejamento, Romero Jucá, e pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.


Dificuldades

Apesar de o texto não detalhar os cortes, do total de R$ -170,5 bilhões, R$ -163,9 bilhões dizem respeito ao déficit para o setor público não financeiro para o Governo Central, dos quais R$ 114 bilhões referem-se ao déficit fiscal, acompanhado de R$ 21,2 bilhões de descontigenciamento de receitas; R$ 9 bilhões para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC); R$ 3,5 bilhões para o Ministério da Defesa; R$ 3 bilhões para a Saúde; R$ 13,3 bilhões para renegociação de dívidas dos estados e outras despesas. Também entram no cálculo RS 6,554 bílhões para os estados e municípios.


O governo interino justificou o resultado alegando dificuldades diante da crise econômica e queda nas receitas com um recuo do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,8%. Também contribuiu o fato de que, caso a meta não fosse revista até o dia 30 de maio, o governo ficaria “paralisado”, uma vez que na prática teria que cortar mais despesas para cumprir a meta enviada por Dilma, com previsão de superávit de R$ 24 bilhões.

O valor, fixado na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016, passava para R$ 30,5 bilhões, considerado todo o setor público (estados e municípios também). Contudo, já em março, o governo da presidenta afastada Dilma Rousseff disse que teria como cumpri-la e apresentou proposta de revisão com déficit de R$ 96,6 bilhões nas contas públicas.


Embate e reclamações


A sessão do Congresso destinada a apreciar os 24 vetos presidenciais antes da votação da meta fiscal começou as 11h da manhã dessa terça-feira e seguiu com governistas e oposcionistas travando uma batalha política em torno do tema. Liderados pelo PT, partidos contrários ao processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, como o PCdoB, PDT, PSOL e Rede, se esforçaram ao máximo para obstruir os trabalhos e prolongar a votação dos vetos. O objetivo era fazer com que a sessão acabasse sendo encerrada por falta de quórum e sem votar a meta fiscal.


Os parlamentares se revezavam criticando a proposta de revisão da meta de R$ 170,5 bilhões. “Não é possível ampliar o déficit para 170 bilhões prevendo frustração de receita futura, isso é o paradigma da irresponsabilidade fiscal. É outro golpe! Foi golpe contra a democracia, foi golpe contra a aposentadoria, a política de salário mínimo, o Minha Casa, Minha Vida e, agora, é um golpe contra a estabilidade fiscal do país, no mesmo dia em que o ministro da Fazenda apresenta uma previsão de pedalada fiscal”, disse o líder do PT na Câmara, Afonso Florence (BA).


A meta proposta também foi criticada pelo deputado Silvio Costa (PTdoB-PE). Segundo ele, a aprovação do valor proposto seria passar um cheque em branco para o novo governo.



Outra crítica dos parlamentares de oposição foi a condução dos trabalhos para a votação da meta fiscal. Segundo eles, Renan Calheiros, “atropelou” o regimento para conseguir a aprovação do texto. “O presidente do Congresso (Renan) adotou algumas posturas diferentes das que adotava quando a oposição não era governista”, reclamou o senador Humberto Costa (PT-PE), referindo-se ao fato de Calheiros ter feito a votação sem deixar que os partidos orientassem suas bancadas.

www.correiodopovo.com