segunda-feira, 3 de agosto de 2015

ROTATÓRIA EM FASE DE ACABAMENTO JÁ É VÍTIMA DO TRANSITO.

A rotatória do Sicredi nem estava concluída e já foi vítima de um
"motorista"  menos avisado ou menos atento.
Esperamos que o Poder Público faça a devida cobrança das despesas
de recuperação desta obra de melhoria efetuada com o nosso
rico dinheirinho dos impostos.

domingo, 2 de agosto de 2015

NOVOS PRÉDIOS NO CENTRO DA CIDADE.


O crescimento da cidade de Cerro Largo é retratado pelos novos
prédios em construção no quarteirão central da Praça da matriz.

sábado, 1 de agosto de 2015

DALLAS GRILL -RESTAURANTE E PIZZARIA.


 Avenida Cel.Jorge Frantz  nro.111, fica na chegada à Cerro Largo.
FONE 55.3359.3162

segunda-feira, 27 de julho de 2015

PROJETOS SOCIAIS DA AMM.

Missões pela Vida e outros projetos sociais são desenvolvidos pelas primeiras-damas da AMM
27 de Julho de 2015
Desempenhar iniciativas direcionadas à cidadania e desenvolvimento social dos 26 municípios missioneiros, continuam entre as prioridades das primeiras-damas da Associação dos Municípios das Missões. Entre as ações, está o projeto Missões pela Vida, Abrace esta ideia, que neste ano tem como tema a PAZ, e será norteado na relação entre homem e natureza convivendo em harmonia. Para garantir o sucesso do evento, as primeiras-damas da região estão atuando na execução do projeto em seus municípios, com a organização de ciclos de palestras, escolha de dança e desenho, entre outras atividades.
Conforme explicou a presidente da Associação das Primeiras-Damas da AMM, Carolina Konzen Thomas, de Giruá, outros trabalhos de cunho social também integram o cronograma de ações que serão realizadas ainda neste ano de 2015.
Primeira-dama do Estado
Neste mês de julho primeiras-damas da AMM estiveram reunidas com a secretária extraordinária do Gabinete de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori. No encontro, que ocorreu em Porto Alegre, no Palácio Piratini, foram compartilhadas ações de combate contra o câncer de mama, Campanha do Agasalho, entre outras políticas sociais desenvolvidas pelo Estado. Maria Helena incentivou a criatividade na divulgação de informações e nas orientações de prevenção a doenças, além das demais práticas de interesse público que são de responsabilidade das primeiras-damas. “Convidamos Maria Helena Sartori, primeira-dama do Estado, para que venha conhecer a região das Missões e transmitir mensagem de mobilização às mulheres missioneiras sobre esta importante causa de fomento à luta contra o câncer de mama”, ressaltou Carolina Konzen Thomas.
A próxima reunião mensal das primeiras-damas da Associação dos Municípios das Missões será dia 21 de agosto, em Mato Queimado, quando estarão em discussão as próximas etapas do projeto Missões pela Vida, entre outras tarefas sociais.

*Site da amm

domingo, 26 de julho de 2015

FESTA DE SÃO CRISTÓVÃO , COLONO E MOTORISTA.



Procissão da Festa de São Cristóvão nesta manhã aqui em Cerro Largo rumo
à Igreja no Bairro Brasilia, em homenagem, a padroeira  dos Motoristas e
comemoração do dia do Colono neste 25 de  julho.

*fotos Carmo Dewes*


sábado, 25 de julho de 2015

FIM DE SEMANA COM TEMPO BOM E SOL.

Cerro Largo deve ter um ótimo fim de semana
com muito sol e tempo bom.
É o que se espera para dar uma
melhorada na situação em geral.
O sábado ainda vai ser meio emburrado,
mas para este domingo o tempo será
extraordináriamente ótimo.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

UFFS INICIA HOJE PERÍODO DE AJUSTE DE MATRICULAS.

Período de solicitação de ajustes de matrícula inicia nesta sexta-feira (24)

ajustes_matrculaOs estudantes dos cursos de graduação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) precisam ficar atentos: inicia nesta sexta-feira (24) o prazo para realização dos ajustes de matrícula. O período de ajuste é somente para os campi Realeza, Laranjeiras do Sul, Chapecó, Cerro Largo e Passo Fundo. Para o Campus Erechim, esse procedimento será realizado somente em agosto, conforme calendário acadêmico especial daquele Campus.

O ajuste possibilita incluir novas turmas ou excluir aquelas escolhidas anteriormente, no período de rematrícula. A realização desse procedimento não é obrigatória; o aluno deve fazê-lo caso não tenha conseguido matricular-se, durante o período das rematrículas, nos Componentes Curriculares (CCRs) que deseja cursar.

O ajuste de matrícula deve ser feito online, através do Portal do Aluno, na opção Pedido de Ajuste. É necessário imprimir ou então salvar o comprovante. O estudante precisa ficar atento, pois todos os pedidos de ajuste (inclusão ou exclusão de turmas) passam pela análise do coordenador de curso, com base nos critérios especificados no Regulamento de Graduação. O estudante só poderá frequentar ou deixar de frequentar as aulas se o pedido de ajuste for deferido.
O resultado será publicado no Portal do Aluno. Site UFFS.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

AGENDA POSITIVA DA AMM.

AMM acerta agenda positiva para o desenvolvimento regional

Em Porto Alegre, prefeitos missioneiros debateram com autoridades estaduais e federais medidas para viabilizar as lutas em benefício da comunidade missioneira

A situação financeira do país e do Estado não está nada tranquila, criando graves reflexos ao crescimento econômico e social, mas isto não significa que os municípios e os prefeitos terão que paralisar suas atividades, até a crise passar. Ao contrário. É o momento dos gestores mostrarem sua competência e com garra, esforço e superação enfrentar as dificuldades. Com esta determinação e na busca de solução para as questões mais urgentes, 22 prefeitos da Associação dos Municípios das Missões (AMM) se reuniram em Porto Alegre, na sede da Famurs, nos dias 16 e 17 de julho, na assembleia ordinária da Associação.
Durante dois dias gestores e lideranças missioneiras debateram com autoridades federais, estaduais e regionais temas relevantes para os municípios, além de medidas e métodos de gerenciamento que garantam a continuidade dos esforços dos chefes do Executivo municipal para o crescimento da região missioneira.

Exemplo para outras regiões
Presidente da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), Luiz Carlos Folador destacou que alternativas para os desafios municipalistas se constroem somente a partir do diálogo, união e conhecimento. Ele evidenciou a iniciativa da AMM em promover anualmente a assembleia na Famurs, ressaltando que esse gesto deve ser aplaudido, valorizado e incentivado, para que outras associações regionais também o façam.

O presidente em exercício da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, falou sobre o pacto federativo e assegurou que o momento é decisivo para o futuro do municipalismo brasileiro, se referindo a autonomia das prefeituras brasileiras. Ele disse ainda que, vem de muitos anos a luta por uma justa distribuição de recursos, e melhoria das relações entre União, Estados e municípios.

Persistência dos prefeitos
O encontro mostrou a força política da AMM e definiu uma série de ações, sendo que algumas já serão implementadas a partir do próximo mês de agosto. O presidente da Associação, Angelo Fabiam Duarte Thomas, avaliou o encontro de forma muito positiva, destacando a importância de que a população conheça melhor o trabalho dos prefeitos, ex-prefeitos, associações regionais, Famurs e CNM. “Precisamos que as comunidades nos ajudem, porque a tarefa diária de administrar os municípios não é nada simples. Quem prestigiou as reuniões, vereadores, secretários, e os servidores que acompanharam os gestores, puderam perceber isso”, observou Thomas ao acrescentar: “se alguém acha que é menos importante o trabalho dos prefeitos e prefeitas, imagina sem? Quem iria gerenciar o cotidiano, neste cenário de tantas dificuldades onde muitas vezes não se tem dinheiro, não se tem compreensão ou apoio? Se os gestores baixarem guarda e desanimarem, a situação ficará insustentável”, resumiu o presidente da AMM, que conduziu as pautas da assembleia na Capital gaúcha.
Representando o parlamento gaúcho, esteve presente nos dois dias da assembleia o presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Loureiro, que por duas vezes presidiu a AMM. Ele dialogou com os prefeitos missioneiros sobre assuntos que envolvem o fortalecimento local e regional. Sempre solícito e atento às demandas municipalistas, especialmente da região das Missões, Loureiro voltou a lembrar que sem infraestrutura não há desenvolvimento. O consultor jurídico da AMM, Gladimir Chiele, também participou da programação, prestando valorosas orientações sobre problemas que fazem parte da rotina dos administradores municipais.
Algumas medidas que foram discutidas nos dois dias de reuniões:

Recursos para a saúde
O fato de que o governo estadual voltará a liberar as verbas atrasadas para a área da saúde teve grande destaque na assembleia da Associação. Fabiam Thomas, inclusive, integrou a comitiva de prefeitos da Famurs que negociava com o governador Sartori a normalização destas verbas. A mobilização da Famurs, AMM e outras associações regionais deu resultado. Na sexta-feira (17), o governo anunciou que serão repassados aos municípios parte do saque extra dos depósitos judiciais.
O Secretário estadual de saúde, João Gabbardo, confirmou também a retomada da Política de Incentivo Estadual à Saúde (Pies). Instituído em 2011, o Pies tinha validade de quatro anos e encerrou em 2014 sem ter sido renovado, e vai representar um acréscimo de R$ 60 milhões na receita dos municípios gaúchos, em 2015. O pagamento será realizado já a partir deste mês de julho, com parcelas mensais de R$ 10 milhões. Os prefeitos também receberam a certeza do cumprimento do acerto firmado, em fevereiro deste ano, de pagar em dia o restante dos repasses da saúde de 2015.

Barragem Garabi
O presidente Angelo Fabiam Duarte Thomas articulou e trouxe para a pauta da assembleia a reunião sobre o complexo hidrelétrico Garabi/Panambi, que inicialmente seria realizada na Secretaria Estadual de Minas e Energia. Participaram do debate o diretor de Geração da Eletrobras, Valter Luiz Cardeal, o secretário estadual de Minas e Energia, Lucas Redecker, a secretária estadual do Ambiente de Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini; o secretário estadual de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen; a deputada estadual Zilá Breitenbach; o deputado federal Luiz Carlos Heinze, que promoveu esta agenda; prefeitos da região das Missões, Grande Santa Rosa e Amuceleiro, entre outros.
Quais serão as medidas compensatórias para as famílias que serão atingidas, permeou o debate. A AMM também reiterou a necessidade de formar um grupo de trabalho, composto por representantes do Estado, prefeitos e associações regionais das localidades que serão afetadas com o empreendimento, para acompanhar todas as etapas do processo. O secretário Rdecker salientou que o primeiro grupo a procurá-lo, em fevereiro deste ano, em busca de esclarecimentos sobre o andamento do projeto Garabi, foi uma comitiva da Associação dos Municípios das Missões.
Prefeito de Garruchos (município que será mais atingido na região das Missões, com a possível barragem), Carlos Cardinal fez um apelo para inclusão no projeto da barragem Garabi, da pavimentação do acesso ao município, com 60 quilômetros de estrada de chão em condições precárias. O secretário Westphalen achou uma boa alternativa e disse que vai trabalhar para viabilizar a ideia.

Acessos asfálticos
O secretário estadual de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, informou que em breve haverá o anúncio oficial das obras que serão retomadas na região das Missões ainda em 2015. Ficou acertado para os próximos dias outra agenda da AMM com o secretário. Como todos os acessos regionais tiveram a importância reconhecida por Westphalen, prefeitos missioneiros registraram elogios à conduta e aos resultados já gerados por sua gestão frente à Secretaria Estadual de Transportes e Mobilidade.

Capacitação
A AMM vai oferecer, ainda neste ano, um curso de capacitação técnica na sede da Associação, que será ministrado pelo consultor tributário da Famurs, Milton Mattana, com foco no aumento das receitas dos municípios sem a necessidade de cobrar mais impostos. O público alvo serão secretários municipais, contadores, advogados e servidores públicos. Mattana fez .

Assuntos municipais
Daniel Kieling, diretor de assuntos municipais da Casa Civil, explicou aos gestores missioneiros que o departamento, recentemente criado, atuará exclusivamente no atendimento aos prefeitos para auxiliar nas demandas e projetos dos municípios gaúchos. Kieling será o interlocutor do Estado junto às prefeituras do RS.

Bancada federal gaúcha
O coordenador da bancada gaúcha no Congresso Nacional, deputado federal Giovani Cherini, relatou aos participantes da assembleia como estão sendo negociadas com o governo federal questões como a nova divisão dos royalties de petróleo, endividamento do RS, situação das Santas Casas, hospitais filantrópicos, Unidades Pronto Atendimento (UPAS), filantropia da Emater, Concessões de Rodovias e cursos de Medicina no Estado. Cherini revelou o interesse em aproximar a bancada gaúcha com a Famurs e, assim como outros convidados, elogiou a mobilização da Associação dos Municípios das Missões, que, com o apoio de lideranças missioneiras, atua em todas as frentes para consolidar ações que impulsionem o desenvolvimento dos 26 municípios da região das Missões.

FONTE; Site AMM

quarta-feira, 22 de julho de 2015

AMM E FAMURS DEFENDEM CURSO DE MEDICINA EM IJUI.

Toda a mobilização comunitária para viabilizar o curso se deu a partir da credibilidade e força da Unijuí

Por decisão unânime dos 26 gestores missioneiros, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) elaborou moção de apoio em defesa da implantação do curso de medicina na Unijuí, localizada em Ijuí. A iniciativa da Associação ocorreu após decisão do Ministério da Educação (MEC) em vincular o curso à universidade Estácio de Sá, no mesmo município. O presidente da AMM, Angelo Fabiam Duarte Thomas, salientou gratidão e reconhecimento ao MEC por contemplar o município de Ijuí. No entanto, manifestou estranheza ao fato de outra instituição de ensino ter sido escolhida para receber o curso. “A Unijuí é um dos grandes pilares da educação na macrorregião Norte do Rio Grande do Sul. Toda a mobilização comunitária em prol do curso de medicina se deu a partir da força e credibilidade da Unijuí", ressaltou o presidente da AMM.

Fabiam Thomas, que é prefeito de Giruá, enfatizou que a Associação dos Municípios das Missões é solidária à reversão da decisão do MEC, que atribui a execução do curso à universidade Estácio de Sá. Ele garantiu que, afora movimentos isolados, não teria sido formada a grande rede de apoio e cooperação ao projeto, se excluída fosse a Unijuí. “Defendemos, irrestritamente, a causa da Unijuí, merecedora, habilitada e capaz de desenvolver o curso de medicina”, assegurou Fabiam.

Parceiro da região
O documento será encaminhado ao Ministério da Educação, reitoria da Unijuí, e também ao prefeito de Ijuí e dirigente da Associação de Municípios do Planalto Médio (Amuplan), Fioravante Ballin. “O município de Ijuí é um importante parceiro da região missioneira. Prova disso, é que recentemente a Amuplan, presidida pelo prefeito Ballin, concordou em eleger o aeroporto de Santo Ângelo como aquele que deve ser tratado com absoluta prioridade por parte do Estado”, lembrou Angelo Fabiam Duarte Thomas.

Mediante deliberação da AMM, que ocorreu durante assembleia da Associação em Porto Alegre, dia 17 de julho, o presidente da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), Luiz Carlos Folador, que participou do evento, anunciou que a Federação também vai providenciar moção de apoio á implementação do curso de medicina na Unijuí.

www.site amm

terça-feira, 21 de julho de 2015

AMM e as INFORMAÇÕES SOBRE PONTE INTERNACIONAL.

Nota da AMM em repúdio às informações equivocadas sobre a ponte internacional
20 de Julho de 2015

A Associação dos Municípios das Missões (AMM) manifesta seu VEEMENTE REPÚDIO às informações errôneas, que estão circulando sobre a escolha do município que será contemplado preferencialmente com a construção da 1ª das pontes internacionais entre Brasil e Argentina.
Ao contrário do que foi divulgado recentemente, e de forma precipitada, NÃO HÁ NENHUMA DECISÃO OFICIAL do governo federal confirmando qual das três localidades (Porto Xavier, Porto Mauá ou Itaqui), vai receber o empreendimento. Isso porque o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), que está sendo elaborado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), e indicará qual destes municípios é, tecnicamente, mais viável para instalação da ponte, NÃO ESTÁ CONCLUÍDO.

Além disso, foram detectadas inconsistências seríssimas que comprometem, completamente, o EVTEA. Por esse motivo, a AMM contestou e entregará ao Dnit um dossiê que comprovará todas as falhas envolvendo o município de Porto Xavier, apontadas no relatório parcial dos estudos. Diante de tais inconsistências, TODAS AS AUTORIDADES que participaram da reunião com os técnicos do Dnit, na Capital federal, assim como a AMM, DECIDIRAM EM COMUM ACORDO esperar as correções do relatório, e NÃO DIVULGAR o resultado parcial dos estudos, que AINDA NÃO ESTÃO FINALIZADOS.

A AMM só teve acesso ao EVTEA porque no dia 8 deste mês, em Brasília, uma comitiva missioneira integrada pelo presidente da Associação, Angelo Fabiam Duarte Thomas, prefeitos de Porto Xavier, Paulo Sommer, de Roque Gonzales, Sadi Ribas, e pelo presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Loureiro, em reunião proposta por este, juntamente com outros parlamentares estaduais e federais, estiveram reunidos com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues. A pedido de todas as lideranças presentes, o ministro determinou que o DNIT apresentasse os relatórios parciais do EVTEA.

A AMM não intenciona tumultuar o processo. Existe um acordo entre as três associações regionais que lutam para receber a ponte (AMM, Grande Santa Rosa e AMFRO): respeitar o resultado oficial do EVTEA. Entretanto, vale ressaltar, que nenhuma dúvida pode pairar sobre o processo, até o momento em que sejam concluídos os estudos técnicos.
A PARTE POSITIVA é que o ministro dos Transportes abriu este EVTEA antes que estivesse concluído, possibilitando à AMM ter conhecimento da evolução do estudo, e, por conseqüência, das inconsistências.

EM RESPEITO À POPULAÇÃO MISSIONEIRA, que há mais de 40 anos sonha com a ponte internacional, a AMM NÃO PODE CALAR diante de INVERDADES DIVULGADAS PRECIPITADAMENTE.

Os 26 GESTORES DA AMM seguirão acompanhando cada etapa deste processo e TRABALHANDO UNIDOS, para dar continuidade À LUTA DE TODOS OS PREFEITOS MISSIONEIROS que ao longo dos anos, conjuntamente com outras lideranças, vêm atuando e somando forças para VIABILIZAR a PONTE INTERNACIONAL em Porto Xavier, na REGIÃO DAS MISSÕES.

PREFEITO ANGELO FABIAM DUARTE THOMAS
PRESIDENTE DA AMM

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa

segunda-feira, 20 de julho de 2015

MUDANÇAS NO ESTACIONAMENTO DA MÃO ÚNICA DA RODOVIÁRIA.

A nova rótula da Sicredi esquina 7 de setembro com
helmuth smidt (mão única da rodoviária) trouxe
alterações no estacionamento da mesma ,afim de
desafogar o fluxo ,bem como orientar através do
contorno da rotatória a dinâmica do trânsito nesta
parte central da cidade.
O Crescimento de Cerro Largo  e o número crescente
de veículos registrados no Detran obrigam o setor
de tráfego e trânsito da Prefeitura a ir agilizando
estas mudanças imprecindíveis.
E vem mais rótulas por aí !